«

»

Jul 28

Moche Circuito Regional de Surf nas ondas da Fajã da Areia

Rúben Afonso, Carlota Reis, Rodrigo Farinha, Francisco Ornelas, Bernardo Correia e Francisco Soares vencedores na 3.ª Etapa do Moche Circuito Regional de Surf da Madeira

A Baía dos Juncos na Fajã da Areia, São Vicente, recebeu a 3.ª Etapa do Moche Circuito Regional de Surf da Madeira no passado Sábado, 26 de julho, num dia com condições muito seletivas para os surfistas. A fraca ondulação impôs dificuldades extra, exigindo dos participantes o seu melhor surf e estratégia na escolha das ondas.DSC02415

A competição iniciou-se logo pela manhã, com a comitiva do surf presente na Fajã, desde a organização, a atletas, aos acompanhantes e público, todos preparados para os primeiros heats dos escalões Esperanças e Open Feminino. Seguiu-se uma pausa na competição, prevista por força da subida da maré, tendo a organização proporcionado um convívio com uma refeição incluída a todos os participantes. Ao final da tarde, a partir das 17h30, os surfistas voltaram às ondas da Fajã da Areia para uma animada e emocionante disputa no escalão Open.

Rodrigo Farinha, Francisco Ornelas, Bernardo Correia e Francisco Soares os vencedores no Surf Esperanças

Aproveitando as condições da manhã disputaram-se os heats dos escalões Esperanças, com o Sub-16 a ser o primeiro a entrar no mar, destacando-se Francisco Ornelas (CNF) com um conjunto de ondas onde desenvolveu boas manobras, que lhe valeram 7.50 como pontuação final. Nos lugares imediatos classificaram-se os colegas de equipa Nuno Faria e Gonçalo Gomes. O escalão Sub-12 teve como vencedor Francisco Saores (CNF), com Matilde Faria (CNF) na 2.ª posição. Bernardo Correia (CNF) surpreendeu no Sub-14, ao ultrapassar o favorito Lourenço Faria (CNF) que foi 2.º, sendo Gonçalo Gomes (CNF) o terceiro classificado. Ainda nos Esperanças, Rodrigo Farinha (CAMadeira) foi o melhor no Sub-18, com Lourenço Faria no 2.º lugar e Francisco Ornelas (CNF) na 3.ª posição.

DSC01954

Rúben Afonso e Carlota Reis vencedores nos escalões Open

A 3.ª Etapa do Moche Circuito Regional de Surf contou com 16 surfistas no escalão principal Open, com um total de 7 heats até à final, e o Open Feminino com 4 surfistas para uma final direta.

No Open Feminino, Carlota Reis (CNF) sobressaiu, com o seu melhor Surf a superar Ema Braz (CAMadeira), 2.ª classificada. Matilde Faria (CNF) fez a sua estreia na competição Open Feminino e subiu ao pódio no terceiro lugar, superando Mafalda Abreu (CNF) que partia para esta etapa como líder do escalão, no Moche Circuito Regional de Surf. Nesta etapa, Mafalda ficou pela 4.ª posição, após desempate pela melhor onda.

A competição Open teve dois vencedores diferentes nas etapas anteriores, e nesta etapa, a presença dos melhores surfistas regionais e ondas instáveis aumentaram a expetativa e mobilizou público para um grande final de tarde. O surfista em destaque foi Rúben Afonso do Centro de Treino Mar, venceu os três heats que participou, num total de 65 minutos a surfar para a vitória que relançou as contas do Campeonato.

As condições de ondulação difíceis, com ondas pequenas e com diferentes origens fizeram sobressair os surfistas mais experientes, numa competição que se prolongou até ao pôr-do-sol.

DSC01814 DSC01900

(Os quartos-de-final e meias-finais disputaram-se com heats de 20 minutos, sempre com muita incerteza nos qualificados para a fase seguinte, em especial os segundos classificados, situação que prendeu atenção de todos os competidores e público presente em São Vicente. Os apurados para a Final, Rúben Afonso e Rodrigo Farinha naturais candidatos, e Francisco Ornelas e João Basílio as surpresas do dia.)

Os 25 minutos da final no escalão Open mostraram a consistência do surf de Rúben Afonso (CTM), que obteve uma pontuação final de 6.60, suficiente para superar os 5.00 de Rodrigo Farinha (CAMadeira), 2.º classificado. No terceiro lugar do pódio, João Basílio (CNF) que obteve 3.35.

O encerramento do evento ocorreu após um pôr-do-sol que marcou o final da competição, e com a cerimónia de entrega de prémios que distinguiu os vencedores de cada escalão, com um troféu e lembranças oferta dos patrocinadores e parceiros do Circuito.

DSC02312

De registar que nesta etapa foi utilizado um sistema de pontuação em tempo real desenvolvido na Madeira, que permitiu aos juízes atribuir as notas informaticamente, o que possibilitou ao público e aos surfistas o conhecimento das pontuações de imediato.

Como vem sendo habitual nas etapas da competição regional, a ASRAM e o Parque Natural da Madeira promoveram uma sensibilização ambiental relacionada com a energia das ondas, assim como com uma limpeza de praia, iniciativa no âmbito do projeto Life Eco Compatível, que promove a preservação dos espaços de prática das atividades.

A competição regional vive uma grande dinâmica, que se traduz no aumento do número de provas, atletas, meios logísticos e visibilidade, fruto do apoio de patrocinadores com destaque para o Moche, Brisa Maracujá, Optica da Sé, Oakley, Ericeira Surf Shop e Vespas, e das entidades apoiantes e parceiras, Bioforma, Insular, Meio, Around Freedom, Life Eco Compatível/PNM, MITI, DRJD e Capitania do Porto do Funchal.

Nesta etapa disputada a norte, a organização do Clube Aventura da Madeira e da ASRAM -Associação de Surf da Região Autónoma da Madeira, em parceria com o Diário Notícias e Desenquadrado Multimédia, contou com o apoio adicional da Câmara Municipal de São Vicente, que entretanto proporcionou uma nova e importante estrutura de palanque para apoiar o surf e os eventos aí realizados.

O Moche Circuito Regional de Surf 2014 conta com duas etapas por disputar, sendo a próxima competição novamente em São Vicente, prevista para o final de Agosto.